Eu e SÓ EU...

Eu e SÓ EU...
Alone

Como EU sou...

Photo Effects by Wishafriend
Photo Effects By WishAFriend.com

Bom Dia, Boa Noite... "essas coisas"!

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "só isto"...?!... NÃO... essencialmente, é UM POVO...!!!

Provérbios

“Só um sentido de invenção e uma necessidade intensa de criar levam o homem a revoltar-se, a descobrir e a descobrir-se com lucidez”. (Pablo Picasso)

PORTRAIT




Não importa quantos passos você deu para trás, o importante é quantos passos, agora, você vai dar para frente.

Gedeão


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.Gedeão

A(o)s que me deixam MENOS alone...!!!

sábado, 21 de maio de 2011

MADREDEUS - Ao longe o mar






Alone: quero "dividir" convosco estes comentários tirados "ao acaso do Vídeo". QUE MARAVILHA...!!!





Sem dúvida é motivo de orgulho para nós falantes da bela língua portuguesa ter o Madredeus como um de seus representantes...

Nós brasileiros temos grande apreço pela cultura portuguesa, da qual herdamos boas influências!

Obrigado por dividir esta maravilha conosco!!!

eldervenuto 6 meses atrás


Isto sim é música portuguesa! Este sim, é que representa Portugal e toda a sua beleza. É sem sombra de dúvida, das vozes mais sublimes que já se ouviu... É pena ser tão pouco valorizada pelo público.

TiagoMiguel00 6 meses atrás


Jesus Christ.... being THIS beautiful and having this voice must be a sin.

One of the MOST beautiful women I have EVER seen. I feel my insides tearing apart just by looking at her. GOD!!!!

Khrull2190 7 meses atrás


Belo trabalho! Maravilhosas as canções do Madredeus, e o vídeo ficou excelente! Obrigado por postar e um grande abraço do Brasil para os irmãos portugueses!

franzkafka1010 7 meses atrás


Que bella voz. Nunca me canso de escucharlos.

Francisco1950
9 meses atrás




Posted by alone Dated21may2011


Pensar o Meu País



Pensar o meu país. De repente toda a gente se pôs a um canto a meditar o país. Nunca o tínhamos pensado, pensáramos apenas os que o governavam sem pensar. E de súbito foi isto. Mas para se chegar ao país tem de se atravessar o espesso nevoeiro da mediocralhada que o infestou. Será que a democracia exige a mediocridade? Mas os povos civilizados dizem que não. Nós é que temos um estilo de ser medíocres. Não é questão de se ser ignorante, incompetente e tudo o mais que se pode acrescentar ao estado em bruto. Não é questão de se ser estúpido. Temos saber, temos inteligência. A questão é só a do equilíbrio e harmonia, a questão é a do bom senso. Há um modo profundo de se ser que fica vivo por baixo de todas as cataplasmas de verniz que se lhe aplicarem. Há um modo de se ser grosseiro, sem ao menos se ter o rasgo de assumir a grosseria. E o resultado é o ridículo, a fífia, a «fuga do pé para o chinelo». O Espanhol é um «bárbaro», mas assume a barbaridade. Nós somos uns campónios com a obsessão de parecermos civilizados. O Francês é um ser artificioso, mas que vive dentro do artifício. O Alemão é uma broca ou um parafuso, mas que tem o feitio de uma broca ou de um parafuso. O Italiano é um histérico, mas que se investe da sua condição no parlapatar barato, na gritaria. O Inglês é um sujeito grave de coco, mas que assume a gravidade e o ridículo que vier nela. Nós somos sobretudo ridículos porque o não queremos parecer. A politiqueirada portuguesa é uma gentalha execranda, parlapatona, intriguista, charlatã, exibicionista, fanfarrona, de um empertigamento patarreco — e tocante de candura. Deus. É pois isto a democracia?



Vergílio Ferreira, in 'Conta-Corrente 2'





Posted by alone Dated21may2011


sexta-feira, 20 de maio de 2011

La Bohème - Charles Aznavour




HOJE "deu-me" pra "isto"...!!!


Posted by alone Dated20may2011


A velha que fumava (uma PIADA "made in Brazil" para o SEU Final de Semana...!)



Uma velha chegou na bodeca do Sr Joaquim, apressada ela perguntou se tem fumo. Joaquim respondeu que sim, e entregou a velha,ela para saber se fumo era forte cheirou, quando cheirou, deu um espirro e peidou, desconfiada ela perguntou para senhor Joaquim, não tem mais forte não? o senhor Joaquim respondeu, para carcar não, só o de peidar.




Origem: piadascurtas.net




Nota de alone: escrita e pontuação "original"...!!!




Posted by alone Dated20may2011


Motivacional: SER FORTE



SER FORTE

Ser forte é amar alguém em silêncio.

Ser forte é deixar-se amar por alguém que não se ama.

Ser forte é fingir alegria quando não se sente.

Ser forte é sorrir quando se deseja chorar.

Ser forte é consolar quando se precisa de consolo.

Ser forte é calar quando o ideal seria gritar a todos a sua angústia.

Ser forte é irradiar felicidade quando se é infeliz.

Ser forte é esperar quando não se acredita no retorno.

Ser forte é elogiar quando se tem vontade de maldizer.

Ser forte é manter-se calmo no desespero.

Ser forte é fazer alguém feliz, quando se tem o coração em pedaços.

Ser forte é ter fé naquilo em que não se acredita.

Ser forte é tentar perdoar alguém que não merece perdão.

Ser forte é, enfim, viver quando já se está morto.

Por isso, por mais difícil que seja a vida ame-a:
seja forte!

Origem: diabetenet




Posted by alone Dated20may2011



quinta-feira, 19 de maio de 2011

JOSÉ AFONSO








Registo gráfico de José Afonso por Nuno Mendanha.


José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos (Aveiro, 2 de Agosto de 1929 — Setúbal, 23 de Fevereiro de 1987), mais conhecido por Zeca Afonso ou José Afonso[1], foi um cantor e compositor português. Os meios sociais miseráveis do Porto, no Bairro do Barredo, inspiraram-lhe para a sua balada "Menino do Bairro Negro". Em 1953, Zeca Afonso grava o seu primeiro disco Fados de Coimbra, e mais tarde, em 1963, são editados os primeiros temas de carácter vincadamente político, "Os Vampiros" e "Menino do Bairro Negro", que integravam o disco Baladas de Coimbra, e que, pouco tempo depois, seriam proibidos pela Censura.[2] "Os Vampiros", juntamente com "Trova do Vento que Passa" (um poema de Manuel Alegre, musicado e cantado por Adriano Correia de Oliveira) viria a tornar-se um dos símbolos de resistência antifascista da época. Foi neste período (1958-1959) professor de Francês e de História na Escola Comercial e Industrial de Alcobaça.

Em 1964, parte novamente para Moçambique, onde foi professor de Liceu, desenvolvendo uma intensa actividade anticolonialista o que lhe começa a causar problemas com a polícia política pela qual será, mais tarde, detido várias vezes.

Quando regressa a Portugal, é colocado como professor em Setúbal, mas, devido ao seu activismo contra o regime, é expulso do ensino e, para sobreviver, dá explicações e grava o seu primeiro álbum, Baladas e Canções.

Entre 1967 e 1970, Zeca Afonso torna-se um símbolo da resistência democrática. Mantém contactos com a LUAR (Liga Unitária de Acção Revolucionária) e o PCP o que lhe custará várias detenções pela PIDE. Continua a cantar e participa, em 1969, no 1º Encontro da "Chanson Portugaise de Combat", em Paris e grava também o LP Cantares do Andarilho, recebendo o prémio da Casa da Imprensa pelo melhor disco do ano, e o prémio da melhor interpretação. Zeca Afonso passa a ser tratado nos jornais pelo anagrama Esoj Osnofa em virtude
de ser alvo de censura.

Em 1971, edita Cantigas do Maio, no qual surge "Grândola, Vila Morena", que será mais tarde imortalizada como um dos símbolos da Revolução dos Cravos. Zeca participa em vários festivais, sendo também publicado um livro sobre ele e lança o LP "Eu vou ser como a toupeira".
Em 1973 canta no III Congresso da Oposição Democrática e grava o álbum Venham mais Cinco.

Após da revolução de Abril continua a cantar, grava o LP Coro dos Tribunais e participa em numerosos "cantos livres" e nas campanhas de alfabetização promovidas pelo MFA.
A sua intervenção política não pára, tornou-se um admirador do período do PREC e em 1976 apoia Otelo Saraiva de Carvalho na sua candidatura à presidência da república.

Os seus últimos espectáculos decorreram no Coliseu de Lisboa e do Porto, em 1983, quando Zeca Afonso já se encontrava doente. No final desse mesmo ano, é-lhe atribuída a Ordem da Liberdade,
mas o cantor recusa.[3]

Em 1985 é editado o seu último álbum de originais, Galinhas do Mato, em que, devido ao avançado estado da doença, Zeca Afonso não consegue cantar na totalidade. Devido a isso, o álbum foi completado por: José Mário Branco, Sérgio Godinho, Helena Vieira, Fausto e Luís Represas.
Em 1986, já em fase terminal da sua doença, apoia a candidatura de Maria de Lourdes Pintasilgo à presidência da república.

Zeca Afonso morreu no dia 23 de Fevereiro de 1987 no Hospital de Setúbal,
às 3 horas da madrugada, vítima de esclerose lateral amiotrófica.

Em 1994 é feita um CD duplo em homenagem a Zeca Afonso a que se chamou Filhos da Madrugada Cantam José Afonso.[4]
No fim de Junho seguinte, muitas das bandas portuguesas que integraram o projecto, participaram num concerto que teve lugar no então Estádio José de Alvalade, antecessor do actual Estádio Alvalade XXI.

Em 24 de Abril de 1994 a CeDeCe-Companhia de Dança Contemporanea, estreia no Teatro S. Luiz em Lisboa o Bailado Dançar Zeca Afonso com música de Zeca Afonso e coreografia de António Rodrigues, uma encomenda
Lisboa94-Capital Europeia da Cultura.

Muitas das suas músicas continuam a ser gravadas por numerosos artistas portugueses e estrangeiros (como exemplo pode-se citar a "Balada do Outono", de sua autoria, recentemente interpretada pelos Couple Coffee, uma banda de brasileiros residentes em Portugal). Calcula-se que existam actualmente mais de 300 versões de canções suas gravadas por mais de uma centena de intérpretes[5], o que faz de
Zeca Afonso um dos compositores portugueses mais divulgados a nível mundial.

Seu trabalho é reconhecido e apreciado pelo país inteiro,
e Zeca Afonso indiscutivelmente representa é uma parte muito importante da cultura poética portuguesa.

(vidé Vídeo)


Posted by alone Dated19may2011


Recado A Lisboa /**Beatriz da Conceição**/




Nota de alone: estive hesitante em quem apresentar aquí com este Fado TÃO LINDO!... Pensei no João Villaret, pensei no ENORME Francisco José e... tantos, tantos outros...!!! Espero que apoiem a minha opção... "apenas isso"...!!! Uma opção...!!!


Posted by alone Dated19may2011


O beijo de língua do til, na portuguesa Ou o beijo do til ea língua portuguesa



A Sátira e a Paródia, sarcásticas, saíram juntas com o Humor Negro, que agora havia mudado de nome para Humor Afro-Descendente, por questões raciais; estavam em festa de estranhos.

O "C" saiu abraçado com a ", " (cedilha), fazendo a maior festa.

O "Q" estava encostado no muro parecendo um gato perdido na noite, a procura de sua gata.

Os estrangeiros K, W e Y estavam querendo entrar de penetra na festa. Alguém até gritou:

__ Pegue este aí do meio, que parece umaâncora de navio inglês e fica querendo botar banca por aqui, ora!

O Ypegou o (travessão) e partiu para cima do _ (underline).Se não fosse a intervenção do K a coisa tinha ficado feia.

A ? (interrogação),com aquela mão de Capitão Gancho, saiu interrogando todo mundo, queria saber onde estava a ! (exclamação), que não parava de dar saltos e ficar com a cabeça para baixo.

A @ (arroba)juntou-se com $ (cifrão) e foram tomar uma cerveja no bar do % (por cento).

Nesse meio tempo chegou o ¨ (trema) e reclamou para os :(dois pontos) que ninguém queria sair com ele, estava abandonado.

O +pensando melhor resolveu se juntar ao = para promover a união entre as pessoas.

Quando *(asterístico) apareceu, o & (tironiano)ficou impressionado com tanta beleza.

Os ( ) (parênteses) que não tinham mais parentes por ali, aproveitaram para fazer a maior farra.

As { } (chaves)e os [ ] (colchetes)largaram a matemática num canto e foram namorar num lugar mais escuro.

O § (parágrafo) e Item perguntaram para a /(barra) como estava a barra, esta respondeu que ia tudo bem.

A ... (reticência),toda inocente, ficava no escurinho cochichando com o etc.

O ~ falou para o “a” e o “o” que poderiam perder a esperança que ele não iria mais ficar em cima deles. Sabendo desta decisão, o ^ também disse ao “e” e ao “o” que não iria posar de chapéu só para embelezá-los.

O .falou para “,” sair de baixo, não formariam mais o
;.

Ele o # (sustenido,mais conhecido por cardinal ou popularmente por joguinho da velha)não era um bom músico, por isso o ´ (agudo) e o (grave) disseram que não poderiam sair juntos, foi apenas uma desculpa, eles havia arranjado duas garotas, as “” (aspas).

As bebidas foram diminuindo, os ânimos crescendo e novamente o K, o W e o Y apareceram para arranjar confusão.Queriam entrar de qualquer jeito.

Quando tudo parecia perdido chegou um baixinho, preto e redondinho e resolveu a situação. Apagou as luzes e mandou todo mundo ir embora. Era o valente ponto final
.

Foi aí que Osvandir percebeu que havia cochilado em cima do teclado do computador.

Manoel Amaral


Origem: portugal-linha.pt




Nota de alone: OBRIGADO, Manoel, pela "graça, arte e engenho" do texto!






Posted by alone Dated19may2011


quarta-feira, 18 de maio de 2011

Meditação Sobre os Poderes



Rubricavam os decretos, as folhas tristes
sobre a mesa dos seus poderes efémeros.
Queriam ser reis, czares, tantas coisas,
e rodeavam-se de pequenos corvos,
palradores e reverentes, dos que repetem:
és grande, ninguém te iguala, ninguém.
Repartiam entre si os tesouros e as dádivas,
murmurando forjadas confidências,
não amando ninguém, nada respeitando.
Encantavam-se com o eco liquefeito
das suas vozes comandando, decretando.
Banqueteavam-se com a pequenez
de tudo quanto julgavam ser grande,
com os quadros, com o fulgor novo-rico
das vénias e dos protocolos.
Vinha a morte
e mostrava-lhes como tudo é fugaz
quando, humanamente, se está de passagem,
corpo em trânsito para lado nenhum.
Acabaram sempre a chorar sobre a miséria
dos seus títulos afundados na terra lamacenta.

José Jorge Letria, in "Quem com Ferro Ama"



Posted by alone Dated18may2011


Já Bocage não sou! . . . À cova escura



Já Bocage não sou! . . . À cova escura
Meu estro vai parar desfeito em vento . . .
Eu aos Céus ultrajei! O meu tormento
Leve me torne sempre a terra dura.




Conheço agora já quão vã figura
Em prosa e verso fez meu louco intento.
Musa! . . . Tivera algum merecimento,
Se um raio de razão seguisse, pura!



Eu me arrependo; a língua quase fria
Brade em alto pregão à mocidade,
Que atrás do som fantástico corria:



"Outro aretino fui . . . A santidade
Manchei . . . Oh!, se me creste, gente ímpia,
Rasga meus versos, crê na Eternidade!"



Elmano Sadino - Bocage


Nascido em Setúbal 15/09/1765 Faleceu em Lisboa 21/12/1805



Origem do Poema: jornaldepoesia.jor.br





Posted by alone Dated18may2011


terça-feira, 17 de maio de 2011

Pensamentos de um "MESTRE"...



"Escrever é ter a companhia do outro de nós que escreve".

Vergílio Ferreira




Posted by alone Dated17may2011

Desabafo de um bom Marido



Minha esposa e eu temos o segredo pra fazer um casamento durar: duas vezes por semana, vamos a um ótimo restaurante, com uma comida gostosa, uma boa bebida, e um bom companheirismo. Ela vai às terças-feiras, e eu às quintas. Nós também dormimos em camas separadas. A dela é em Fortaleza e a minha em São Paulo. Eu levo minha esposa a todos os lugares, mas ela sempre acha o caminho de volta. Perguntei a ela onde ela gostaria de ir no nosso aniversário de casamento. 'Em algum lugar que eu não tenha ido há muito tempo!' ela disse. Então eu sugeri a cozinha.

Nós sempre andamos de mãos dadas. Se eu soltar, ela vai às compras. Ela tem um liquidificador elétrico, uma torradeira elétrica, e uma máquina de fazer pão elétrica. Então ela disse: 'Nós temos muitos aparelhos, mas não temos lugar pra sentar'.
Daí, comprei pra ela uma cadeira elétrica.

Lembrem-se, o casamento é a causa número um para o divórcio. Estatisticamente, 100 % dos divórcios começam com o casamento. Eu me casei com a 'Sra. Certa'. Só não sabia que o primeiro nome dela era
'Sempre'.

Já faz 18 meses que não falo com minha esposa. É que não gosto de interrompê-la. Mas tenho que admitir, a nossa última briga foi culpa minha. Ela perguntou: 'O que tem na TV?' E eu disse
'Poeira'.

No começo Deus criou o mundo e descansou. Então, Ele criou o homem e descansou. Depois, criou a mulher.
Desde então, nem Deus, nem o homem, nem Mundo tiveram mais descanso.
'Quando o nosso cortador de grama quebrou, minha mulher ficava sempre me dando a entender que eu deveria consertá-lo. Mas eu sempre acabava tendo outra coisa para cuidar antes:
o caminhão, o carro, a pesca, sempre alguma coisa mais importante para mim.

Finalmente ela pensou num jeito esperto de me convencer. Certo dia, ao chegar em casa, encontrei-a sentada na grama alta, ocupada em podá-la com uma tesourinha de costura.
Eu olhei em silêncio por um tempo, me emocionei bastante e depois entrei em casa.

Em alguns minutos eu voltei com uma escova de dentes e lhe entreguei.
'
- Quando você terminar de cortar a grama,'
eu disse,
'você pode também varrer a calçada.'

Depois disso não me lembro de mais nada. Os médicos dizem que eu voltarei a andar, mas mancarei pelo resto da vida'.'O casamento é uma relação entre duas pessoas na qual uma está sempre certa
e a outra é o marido...'

MARIDO
Luís Fernando Veríssimo




Posted by alone Dated17may2011


segunda-feira, 16 de maio de 2011

AMÁLIA - Ai Mouraria







Nota de alone: um comentário dos muitos que este Vídeo tem... só "este"...!!!





"tenho so uma coisa a dizer

lagrimas de felicidade por ouvir este fado tao conhecido e pelas fotos maravilhosas

parabens

sou brasileiro e vivo aqui a 4 anos e amo isso tudo

parabens

ano proximo vou concluir meu mestrado e volto ao brasil mas isso tudo seguira dentro do meu coracao

obrigado

portugal sempre foi e sera minha segunda patria

e digo a todos por ai,, respeitem aqui se querem ser respeitados!!!!!!!! e os brasileiros  meus irmaos que nao respeitam so lamento!!!!!!!!!!".

jocafofocas 1 ano atrás 3



Posted by alone Dated16may2011

SONETO DE TODOS OS CORNOS - BOCAGE (?)



Não lamentes, Alcino, o teu estado,
Corno tem sido muita gente boa;
Cornissimos fidalgos tem Lisboa,
Milhões de vezes cornos teem reinado.

Sicheu foi corno, e corno de um soldado:
Marco Antonio por corno perdeu c'roa;
Amphitryão com toda a sua proa
Na Fabula não passa por honrado;

Um rei Fernando foi cabrão famoso
(Segundo a antiga lettra da gazeta)
E entre mil cornos expirou vaidoso;

Tudo no mundo está sujeito à greta:
Não fiques mais, Alcino, duvidoso,
Pois isto de ser corno é tudo peta.

[José Anselmo Correa Henriques]

A fama do portuguez Manuel Maria Barbosa du Bocage (1765-1805) não se divide apenas em "boa" e "má", isto é, entre a modelar poesia arcadica ou romantica e a malexemplar poesia fescennina: esta mesma é motivo de controversia, a partir do poncto em que foi renegada pelo proprio auctor. Não vou aqui esmiuçar factos e versões de fontes e perversões. Limito-me a resgatar, para divulgação na rede virtual, a parcella expurgada da producção bocageana, tal como fiz com as "obras livres" de Laurindo Rabello, successor de Bocage no Brasil. Ao seleccionar e annotar os sonetos eroticos do lusitano, não pude, sem embargo, manter-me indifferente a uma hypothese apocrypha que vem incommodando alguns biographos e historiadores. Que Bocage era genial não cabe duvida, como não se desmente a vida devassa que dá respaldo a seus versos. O que intriga o pesquisador é a tendencia a attribuir ao maldicto obras que elle mesmo admittia serem de outrem, mas que editores e leitores "preferiam" que fossem delle, seja por admiração ou diffamação. Hoje não dá para propor revisionismos no que ja se tornou lendario. Resta simplesmente registrar algumas auctorias, que, si fossem cabalmente restabelecidas, dariam a entender que pelo menos o sonetario pornographico pertenceria a nomes menos conhecidos, sinão obscuros.

BOCAGE, O DESBOCCADO;
BOCAGE, O DESBANCADO

selecção, introducção e notas de

GLAUCO MATTOSO

In http://www.elsonfroes.com.br/bocage.htm






Posted by alone Dated16may2011


Uma PIADA para o doutor CATROGA: Sofrimento - Piadas de Medicos



Na escola de medicina, um aluno pergunta para o outro:

- No corpo do homem quem é que mais sofre?

- Não sei, quem é?

- O espermatozóide.
- Por quê?

- Explico. Ele vive numa casa que é um saco, cercado de pentelho por todo lado e o dono quando fica duro bota todo mundo pra fora!



Origem: NET



Posted by alone Dated16may2011


domingo, 15 de maio de 2011

PROGRAMA DE GOVERNO DE alone PARA OS PRÓXIMOS 30 ANOS DE LEGISLATURA



Esta “coisa” de só os Portas, os Coelhos, os Sócrates, os Jerónimos (é velho mas, também, não é o Mosteiro...!), os Louçãs, etc. e tal e, mais, uma quantidade de “entendidos”, que, pelos vistos, não percebem “peva da poda” (escrevi PODA, certo...?!...) –entenda-se por GOVERNAR um País- NÃO ESTÁ CERTO!... NÃO ESTÁ, digo EU!...
E se NÃO ESTÁ CERTO, EU (alone, o 1lindomenino...) passo hoje a apresentar em nome da Sociedade Civil (Limitada), em traços gerais, o meu PROGRAMA DE GOVERNO PARA OS PRÓXIMOS 30 ANOS DE LEGISLATURA (bem, isso de Legislatura vai ser um “problema” a resolver com uma “leve mexida na Constituição”... bem “leve”...!).
Perguntarão VOCÊS, meus/minhas ILUSTRES concidadãos e concidadonas: mas 30 anos não será DEMASIADO?!...
- Responderei só uma vez e fica dito pra SEMPRE: é aquilo que acho que posso durar até morrer! O “outro” não deixou de governar só quando caiu da cadeira de baloiço...?!
Vai “mexer” outra vez na Constituição?! – perguntarão alguns, ainda.
- Claro que SIM... serei eu o ÚNICO que mexeu ou irá mexer na tal de Constituição?!...
Acabado o período de perguntas e respostas –estão a ver aquele amigo que já “serviu” de “mestre de protocolo” ao PSD desde a Revolução, estão?!... – é um desses amigos que VOS vai colocar, a partir já deste momento, à distância considerada recomendável. Nada de “cuspidelas”...!!!

As principais alterações que apresento são as seguintes:



MINISTÉRIO DO TRABALHO – Substituir, em 60 dias, TODOS OS EMPRESÁRIOS que NÂO VÊM “UM BOI” disso e, substitui-los pelos Empresários Portugueses e Estrangeiros que, um pouco por TODO o MUNDO, dizem e provam que os PORTUGUESES são dos melhores e mais responsáveis trabalhadores do MUNDO. Os Empresários que NÃO ACEITAREM a “idéia” SÃO OBRIGADOS a permanecer em Território NACIONAL mudos e quietos, caso contrário, serão DEPORTADOS para a Madeira e, depois, para o Brasil (...sem “mordomias”...). Onde é que EU “já vi este Filme...?!
A produção vai, concomitantemente (e esta, hein?!...), entrar nos eixos!


MINISTÉRIO DO COMÉRCIO – Para quê Continentes, Jumbos, Pingos-Doces e tal...?!... Importar Lojas dos “Chineses” em quantidade porque por Euros 1,99 o Português compra mais e a menor preço dos Super e dos Hipers e, ainda, escuta um “Obligado” ao sair da loja. Mandar vinhaça para os Países que querem ele: China, Brasil, Inglaterra, Países Nórdicos...! Para os EUA é que NÃO porque a Economia deles está bem pior que a “nossa”! Calotes, NÃO...!!! Vender azeite, morangos, melão –tudo a dizer PRODUTOS ORGÂNICOS- pelo melhor preço do mercado. Continuar a vender o SOL aos Estrangeiros, ao kilo, ao metro, o que é preciso é vender...!!! Já não chega o ALLGARVE?!... Vendam o SOL de Alcochete, da Azambuja ou da SÉCIL em Setúbal (SOL “enriquecido” com os tais “resíduos” que um “friend” socrático enviou para lá!... Mas VENDAM pôrra, não esmolem para eles ficarem lá a consumir latas de conserva e leite no pacote!...
(Não me soa bem “isto”...)
Não se metam nessa “coisa” da Indústria Pesada:
se é “pesada” é melhor ficarem os Alemães ou os Franceses com elas, porque também são eles que levam os Lucros dos Euros e das “merdices” que mandam pra cá.


MINISTÉRIO DO TRABALHO E DOS ASSUNTOS SOCIAIS (DOIS EM UM...): ter cuidado com a MALANDRAGEM que assalta os “cofres públicos” através do Subsídio de Desemprego. Abordar os Trabalhadores no sentido de os “sensibilizar” para a frase do “Botas”: "
BEBER VINHO É DAR DE COMER A UM MILHÃO DE PORTUGUESES!...".
Ora, nem precisa tanto porque ainda não chegamos a UM MILHÃO de DESEMPREGADOS nem iremos, certamente, chegar, pois os números apontam para uma redução drástica no DESEMPREGO. Isto porque, para além dos trabalhadores ficarem mais motivados com os NOVOS GESTORES que vamos IMPORTAR, vamos buscar aos Centros de Emprego cerca de 150.000 pessoas para fazerem a entrega do vinho –em camiões-cisterna- pelos que quiserem continuar a COMER, bebendo...!
Faço-me entender...?!...
Não venham com “merdas” porque também NUNCA entenderam o ex-Governador do Banco de Portugal (Victor Constâncio) e que agora está no Banco europeu e NUNCA disseram NADA...!!!

MINISTÉRIO DA CULTURA: Galdeiragem...EXTINTO! Se o PSD na pessoa do seu “único” Chefe (... diz ele...) o pretende fazer, acham que eu faço mal?!...
Habituem-se aos jogos populares: o chinquilho, as cartas, as damas, etc., aproveitando o ar fresco e retemperador dos nossos jardins ou num banquinho à beira-mar.
Nada de Estoris, nem de Vilamouras porque ISSO é pra vender... pra FORA, cá dentro!...
Vão ao futebol amador. Ao andebol amador. Façam as vossas próprias bandeirinhas com restos de revistas e jornais. Sejam ECOLÓGICOS, chiça...!!!
Será pedir muito...?!

MINISTÉRIO DA SAÚDE: contratar todos aqueles que vemos na TV a curar gente TODOS OS DIAS e que não têm tido uma oportunidade! As filas de doentes vão chegar a ZERO...!!! Basta que cada um cure 2 ou 3 por dia que é “remédio santo”!
Hemorróidas, cansaço, diarréias, diabetes... mas O QUE É “isso” pra “eles”...!!!
Usem as “mezinhas” caseiras! Façam as “sopas de cavalo-cansado”, de outrora! Comam sardinha, cavala e “acorda de alho”...!!!
Do coração e do CASTROL, daí, VOCÊS NUNCA irão sofrer...!!!
Os médicos irão sofrer uma “reciclagem”. Em cada 10, 9 irão para os Distritos carenciados onde estão Espanhóis, Cubanos, Angolanos. Uma saudação para eles mas, Amigos, Amigos, MEDICINA à parte...!!! Se se verificar que “os santos de casa” continuarão a fazer MILAGRES, então irão TODOS para as Unidades que têm 20.000 doentes por médico (ainda por cima, normalmente, FALTOSO...!) ou para as Urgências que SÃO URGENTES e não SALAS-DE-ESPERA e de “AIS”...!!! Para “ais “, já basta quando vamos ao médico “particular” e ainda ESPERAMOS MAIS que no
Serviço de Saúde...!!!

MINISTÉRIO da JUSTIÇA: uma PRIORIDADE... julgar, mesmo “sumáriamente”, TODOS aqueles que NÂO ACEITAREM este PACTO de GOVERNO a 30 ANOS!... Depois, é começarem a rasgar aquelas trapalhadas TODAS de ANOS e ANOS com resultado O (zero!).
Pouco ficará por fazer, sejamos francos...!!!

MINISTÉRIO DAS REFORMAS: vai ser um NOVO Ministério que terá a incumbência de “chatear” a cabeça daqueles que queiram se reformar, por IDADE ou por motivos de SAÚDE. Se da SAÚDE TODOS irão ficar melhor, NÃO se aceitam pedidos NESSE SENTIDO. Há que dizer: BASTA! Por idade: somos um País com clima bom, bom vinho, azeitinho, peixinho, carninha de porco e vitelinha, bagacinho, café, excursões diversas, sem muito “stress”, então há que repensar a idade da reforma. Dos 65 actuais (já ouvi falar que a “troika” falou em 68...!) é bom irem pensando nos 78 ou 83 anos para início da reforma por idade. Se contribuiu MUITO ou POUCO, isso JÁ não é COMIGO e nem o dinheiro JÁ ESTÁ LÀ À VOSSA ESPERA...!!! Aproveitem o SOL e trabalhem até que A ALMA VOS DÔA...!!! Se vos doerem os braços, vão ao "endireita" mais próximo de casa...
da VOSSA casa!...

OS OUTROS MINISTÉRIOS: serão FUNDIDOS (... não disse isso!...) NUM SÓ...!!! Será o MINISTÉRIO das DIVERSIDADES DIVERSAS NO SENTIDO LATO DA PALAVRA (MDNSLDP). Terá 250 secretários de Estado
mas com a categoria e o vencimento de auxiliar administrativo e com contratos de 3 em 3 semanas!...

As Portuguesas e os Portugueses irão compreender a NECESSIDADE destas medidas LARGAS. Senão perceberem é porque NÃO QUEREM!... Perceberam os PEC’S...?! Perceberam a “Troika”...?!... Perceberam que já estão “prontinhos” para VOTAR naqueles em quem SEMPRE votaram?!... ESTAMOS na MAIOR CRISE... ESTAMOS!... Mas no Mercado de Matosinhos e no Lar de São João continuamos (cruzes, crêdo...) a beijar a apalpar
os MESMOS de SEMPRE!...

Mudemos,
então!

Com uma GOVERNAÇÃO como a que prometo, os Portugueses e as Portuguesas nem viverão MELHOR nem PIOR
mas o “vinhinho”, esse, é GARANTIDO!...
Tenho DITO...!!!


(Segue-se uma lista de assinaturas de apoiantes Produtores de Vinho “a martelo”...)




Written and Published by alone Dated15may2011


Quando Falo com Sinceridade não sei com que Sinceridade Falo



Não sei quem sou, que alma tenho.
Quando falo com sinceridade não sei com que sinceridade falo. Sou váriamente outro do que um eu que não sei se existe
(se é esses outros).
Sinto crenças que não tenho. Enlevam-me ânsias que repudio. A minha perpétua atenção sobre mim perpétuamente me ponta traições de alma a um carácter que talvez eu não tenha,
nem ela julga que eu tenho.
Sinto-me múltiplo.
Sou como um quarto com inúmeros espelhos fantásticos que torcem para reflexões falsas uma única anterior realidade que não está em nenhuma e está em todas.
Como o panteísta se sente árvore [?] e até a flor, eu sinto-me vários seres. Sinto-me viver vidas alheias, em mim, incompletamente, como se o meu ser participasse de todos os homens, incompletamente de cada [?], por uma suma de não-eus sintetizados num
eu postiço.

Fernando Pessoa, in 'Para a Explicação da Heteronímia'

Origem: citador.pt



Posted by alone Dated15may2011