Eu e SÓ EU...

Eu e SÓ EU...
Alone

Como EU sou...

Photo Effects by Wishafriend
Photo Effects By WishAFriend.com

Bom Dia, Boa Noite... "essas coisas"!

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "só isto"...?!... NÃO... essencialmente, é UM POVO...!!!

Provérbios

“Só um sentido de invenção e uma necessidade intensa de criar levam o homem a revoltar-se, a descobrir e a descobrir-se com lucidez”. (Pablo Picasso)

PORTRAIT




Não importa quantos passos você deu para trás, o importante é quantos passos, agora, você vai dar para frente.

Gedeão


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.Gedeão

A(o)s que me deixam MENOS alone...!!!

sábado, 30 de julho de 2011

Play it, Sam from Casablanca - As Time Goes By




alone: "coisas" da minha época... QUE FAZER...?!... Basta clicar no LINK acima e vai diretinho ao YouTube para ver e ouvir esta "Obra-Prima"... vamos lá...?!... Thanks.





Posted by alone Dated30jul2011


Desilusão : Contrariedades da vida




A vida nem sempre sucede como queremos. Às vezes manda a conta e a factura é demasiado elevada, a preço de ouro. Exige mais do que dá. Dá alegrias por breves instantes, sorrisos efémeros, amores fugazes. Enche-nos a alma e o coração, semeando as ilusões, propagando a fé, implantando o sonho. Nascem rebentos de esperança e confiança, ganham-se forças e fazem-se enxertos de gargalhadas nas pernadas infrutíferas da vida.
Nós facilmente nos deixamos seduzir por esta facilidade ou felicidade fácil que a vida nos publicita. E facilmente esquecemos que não é eterna. Mais tarde ou mais cedo, começa a cobrar com juros e impostos tudo o que deu. É que ninguém dá nada a ninguém sem um interesse mesquinho, nem mesmo a vida. E essa factura vem de várias formas, sob várias aparências, é cruel, gosta de implementar a discórdia, semear a desilusão e tirar-nos todas as forças. Decepciona-nos com as portas que se fecham. Abandona-nos pedindo-nos provas da nossa fé nos nossos piores momentos. Arrasa-nos quando nos sentimos impotentes face a determinadas situações. Derruba-nos, deitando por terra todas as nossas forças quando nos deixa deprimidos e abandona-nos quando precisamos de uma mão amiga para nos salvar do abismo. Ficamos ali, na sarjeta da vida, alienados, desesperados, incompreendidos, enlouquecidos, marginal(izados).
Temos de ir buscar forças desconhecidas para a preservarmos, para encontrarmos a razão para continuar o caminho da vida. Agarramo-nos aos bons momentos para superar os maus e darmos a volta por cima. A vida é um constante viver de contrariedades.



Autora: Gilceia






Posted by alone Dated30jul2011


sexta-feira, 29 de julho de 2011

Quando o tesão vira festa







Quem toca meu corpo
Com carinho e beijo na boca...
Quer amor por resposta.
Quer sexo na hora.

Quem bebe meu prazer
Embriaga-se de vida...
Quer ser feliz, viver,
Quer um pouco de magia.

Sexo e desejo
Animam o coração...
Ligam-se num beijo,
De pura emoção.

Quando isso acontece,
É doida a paixão...
Meu corpo efervesce,
Tudo é tesão.

Sexo gostoso
Tem reciprocidade,
No final tudo é gozo,
É prazer de verdade.

Não beija minha boca
De forma modesta...
A fantasia é louca,
Quando o tesão vira festa.


Osmar Soares Fernandes

Fonte: poemas-de-amor.net





Posted by alone Dated29jul2011



Que Humanidade é Esta?



Que Humanidade é Esta? Se o homem não for capaz de organizar a economia mundial de forma a satisfazer as necessidades de uma humanidade que está a morrer de fome e de tudo, que humanidade é esta? Nós, que enchemos a boca com a palavra humanidade, acho que ainda não chegámos a isso, não somos seres humanos. Talvez cheguemos um dia a sê-lo, mas não somos, falta-nos mesmo muito. Temos aí o espectáculo do mundo e é uma coisa arrepiante. Vivemos ao lado de tudo o que é negativo como se não tivesse qualquer importância, a banalização do horror, a banalização da violência, da morte, sobretudo se for a morte dos outros, claro. Tanto nos faz que esteja a morrer gente em Sarajevo, e também não devemos falar desta cidade, porque o mundo é um imenso Sarajevo. E enquanto a consciência das pessoas não despertar isto continuará igual. Porque muito do que se faz, faz-se para nos manter a todos na abulia, na carência de vontade, para diminuir a nossa capacidade de intervenção cívica.

José Saramago, in 'Canarias7 (1994)'

Fonte: citador.pt




Posted by alone Dated29jul2011


quinta-feira, 28 de julho de 2011

FADO - MANUEL MENDES - A GUITARRA PORTUGUESA







MANUEL MENDES UM BRILHANTE GUITARRISTA PORTUGUÊS - CONSTRUTOR DE GUITARRAS.
A SUA ORIGINALIDADE ABRIU-LHE VÁRIOS CAMINHOS PARA A GUITARRA PORTUGUESA.

É A MINHA HOMENAGEM E AGRADECIMENTO, A UM AMIGO QUE ME AJUDOU EM "TEMPOS" NUM DISCO COM FADOS MEUS E CANTADOS POR UM AMIGO COMUM - EDUARDO FALCÃO.

O músico/guitarrista MANUEL MENDES, tocou em várias casas de fado, entre as quais Arcadas do Faia e, mais recentemente, no Marquês da Sé.

Como instrumentista, deslocou-se várias vezes ao estrangeiro, acompanhando vários cantores e, fadistas portugueses.

Manuel Mendes participou também, nas comemorações dos 200 anos da guitarra portuguesa e, em outras iniciativas, da Associação Portuguesa Amigos do Fado.

Em 1998, editou pela Movieplay Portuguesa um disco a solo, «Guitarra casca de nós», constituído por composições suas, inspiradas nos Descobrimentos portugueses e está presente, com a sua "amiga" guitarra, em algumas colectâneas de fado.




(vidé vídeo)


Posted by alone Dated28jul2011


A "PIADINHA" das 15H00... "Amigo esperto"



Dois casais estão jogando baralho. De repente, João deixa cair umas cartas no chão. Quando ele se dobra para baixo da mesa para pegar as cartas, ele nota que a mulher do Pedro não está usando calcinha.

Embaraçado, João bate a cabeça na mesa e se levanta com um certo rubor nas faces. Mais tarde, João vai à cozinha para pegar uma cerveja - e a mulher de Pedro o segue.
Ela pergunta:
- Você viu algo interessante debaixo da mesa?
João admite que sim, e ela continua:
- Pode ser seu, por 500 reais!

João pensa um minuto, e diz que está interessado. Eles combinam se encontrar às 14hs da sexta-feira seguinte, quando o Pedro estará no escritório, e o João de folga.

Na sexta-feira João vai a casa do Pedro e, depois de uma sessão de sexo como fazia tempo que ele não tinha, ele paga a mulher os 500 reais combinados.

Às 6 da tarde Pedro chega em casa esbravejando e gritando com a mulher:
- O João esteve aqui agora de tarde?

Relutantemente, a mulher dele responde que sim.
- E ele lhe pagou os 500 reais?

\"Meu Deus! Ele sabe!\" pensa ela. E finalmente diz: - Sim, ele pagou.

- Ahhhh!!! Que alívio !!!!! - desabafa Pedro. - Ele foi no meu escritório hoje e me pediu emprestado 500 reais, dizendo que me devolveria hoje a tarde ao passar aqui em casa.... Me dá logo aqui meus 500 reais !!!!

Fonte: NET





Posted by alone Dated28jul2011

Maddie: teste de ADN a menina vista na Índia (pressuposto de uma Inglesa em "passeio"...)



Autoridades interrogaram o casal que estava com a menor e apreenderam os seus passaportes




Uma turista britânica garantiu ter visto Madeleine McCann na cidade de Leh, na Índia, e deu o alerta as outros turistas que viajavam consigo, escreve o «Daily Mail». As autoridades levaram a sério a denúncia.

A polícia interrogou o casal que foi visto com a menor e apreendeu os seus passaportes. O casal, uma mulher francesa e o seu marido belga, garantem que a menina é «sua filha». O «avistamento» terá acontecido no passado fim-de-semana.

Em declarações ao jornal indiano «Chandigarh Tribune», a polícia confirmou a informação e avançou que foi requerida «ajuda» às autoridades britânicas para a confirmação do ADN.

Em declarações ao jornal britânico «The Sun», o porta-voz do casal McCann, Clarence Mitchell, também confirmou que os detectives privados contratados pelo casal estão a par do «avistamento» e em contacto com as autoridades indianas. «Estamos a aguardar os resultados de ADN», conclui.





Nota de alone: de vez em quando "alguém" vê a pequenita Maddie e, normalmente, é de origem britânica. O sol na Índia é forte, a bebida é forte e a "mente" fica... fraca, fraquíssima!... Assim, a minha pergunta DE SEMPRE mantem-se:



-Ondes estás, MADDIE...?!


A resposta pode tardar mas, um dia, ela vai chegar... !!!




Posted by alone Dated28jul2011


A Mentira é a Base da Civilização Moderna





É na faculdade de mentir, que caracteriza a maior parte dos homens actuais, que se baseia a civilização moderna. Ela firma-se, como tão claramente demonstrou Nordau, na mentira religiosa, na mentira política, na mentira económica, na mentira matrimonial, etc... A mentira formou este ser, único em todo o Universo: o homem antipático.
Actualmente, a mentira chama-se utilitarismo, ordem social, senso prático; disfarçou-se nestes nomes, julgando assim passar incógnita. A máscara deu-lhe prestígio, tornando-a misteriosa, e portanto, respeitada. De forma que a mentira, como ordem social, pode praticar impunemente, todos os assassinatos; como utilitarismo, todos os roubos; como senso prático, todas as tolices e loucuras.



A mentira reina sobre o mundo! Quase todos os homens são súbditos desta omnipotente Majestade. Derrubá-la do trono; arrancar-lhe das mãos o ceptro ensaguentado, é a obra bendita que o Povo, virgem de corpo e alma, vai realizando dia a dia, sob a direcção dos grandes mestres de obras, que se chamam Jesus, Buda, Pascal, Spartacus, Voltaire, Rousseau, Hugo, Zola, Tolstoi, Reclus, Bakounine, etc. etc. ...
E os operários que têm trabalhado na obra da Justiça e do Bem, foram os párias da Índia, os escravos de Roma, os miseráveis do bairro de Santo António, os Gavroches, e os moujiks da Rússia nos tempos de hoje. Porque é que só a gente sincera, inculta e bárbara sabe realizar a obra que o génio anuncia? Que intimidade existirá entre Jesus e os rudes pescadores da Galileia? Entre S. Paulo e os escravos de Roma? Entre Danton e os famintos do bairro de Santo António? Entre os párias e Buda? Entre Tolstoi e os selvagens moujiks? A enxada será irmã da pena? A fome de pão paracer-se-à com a fome de luz?...


Teixeira de Pascoaes, in "A Saudade e o Saudosismo"

Fonte: citador.pt





Posted by alone Dated28jul2011

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Phil Collins - Do You Remember




Nota (vidé Vídeo): Tour de 1990


Posted by alone Dated27jul2011


PIADA "pela manhã"... "Mulher fértil"



Uma mulher se casou e teve treze filhos. Seu marido morreu.

Ela, então, se casou novamente e teve mais sete filhos. Novamente, seu novo marido faleceu, mas ela se casou de novo e teve cinco filhos.

E finalmente, ela morreu.

Ao lado do caixão, o padre rezou pela alma da mulher, que levou tão a sério a ordem bíblica \"Crescei-vos e multiplicai-vos\". Em meio a um discurso comovente, repleto de elogios, o padre disse:
— Senhor, eles estão finalmente juntos!

Discretamente, um vizinho perguntou para um amigo:
— Você acha que ele se referia ao primeiro, ao segundo ou ao terceiro marido?

Ele respondeu, com ar de sacana:
— Eu acho que ele se referiu aos joelhos dela.

Fonte: zebisteca.com.br/






Posted by alone Dated27jul2011

Assumidos



Eles estão saindo do armário! Pessoalmente respeito o fato assumirem essa condição. Na verdade é realmente difícil alguém assumir em público isso. Dizer "sou, e assumo", entrar sem medo nos lugares, não digo restrito, mas direcionados à esse público.

Os tempos finalmente estão mudando e estamos aprendendo que a felicidade independe das diferentes condições, e por que não dizer opções do homem.

Eu mesmo devo admitir que era. Sim, começou a acontecer quando entrei para a faculdade. Foi uma fase difícil da minha vida, onde lidei com um "eu" diferente, novo, menos aceito na sociedade, menos aceito inclusive por mim mesmo. Sim, eu era.

Há quem acredite que não exista reversão para essa condição, mas acreditem, existe. Eu mudei. Eu reverti o quadro e hoje estou muito bem como "ex". E não me importo em andar na companhia de quem é. E pasmem, mas acho que a maioria das pessoas tem tendência a ser.

Tal condição recebe diferentes tratamentos pelas pessoas. Alguns lidam como se fosse uma doença. Outros preferem insinuar que é pecado. Tem os que acham que é mera opção e os que acreditam ser genético. Em alguns lugares é tratado como epidemia.

Enfim, o que importa é que saibamos viver em harmonia, sem preconceitos de credo, cor, opção sexual e principalmente do assunto em pauta nesse texto: a obesidade!

Estava pensando que se tratava do quê, pervertido?!

Daniel Lemos

Fonte: releituras.com





Posted by alone Dated27jul2011



terça-feira, 26 de julho de 2011

Hipopótamo bailarino é sensação na Internet (COM VÍDEO)



Um hipopótamo bebé decidiu dar vida ao episódio do filme ‘Fantasia’, de Walt Disney, mostrando às pessoas que passam no jardim zoológico de San Diego, EUA, que sabe fazer alguns movimentos de dança (basta CLICAR no LINK acima...).

Fonte: cmjornal.xl.pt/






Nota de alone: vejam e revejam este VÍDEO de uma beleza inquestionável.



Posted by alone Dated26jul2011

ANITA GUERREIRO - "Senhora da Saúde"



De Francisco Radamanto e de Raul Ferrão (Fado Alcântara), Anita Guerreiro interpreta este fado intitulado "Senhora da Saúde", a Nossa Senhora do Fado!



(Vidé Vídeo)






Por impossibilidade de poder mostar AQUÍ este Vídeo, queira PF clicar logo na entrada do posting... e aí vai directamente à Anita e ao Fado que ela SUPERIORMENTE interpreta.



Obrigado.



Posted by alone Dated26jul2011

Em Portugal, Ter Amor às Nossas Coisas Implica Dizer Mal Delas


Em Portugal, ter amor às nossas coisas implica dizer mal delas, já que a maior parte delas não anda bem. Nem uma coisa nem outra constitui novidade. Nem dizer mal delas, nem o facto de elas não andarem bem. Será que se diz mal na esperança de que elas se ponham boas? Também não. As nossas causas são quase sempre perdidas. Porquê então?




Porque o nosso maior bem, como António Vieira contradizia, é nunca estarmos satisfeitos. Nas nossas cabeças perversas e almas amarguradas, onde se acham todas as coisas portuguesas tal e qual achamos que deviam ser, Portugal é o país mais perfeito do mundo. Já isso é uma espécie de país, melhor do que os países reais onde as pessoas estão realmente convencidas que as coisas correm muito bem. Aprendemos a viver com esse país. E alguns conseguiram mesmo viver nele.

Desdenhar o que se tem e elogiar o que têm os outros, mas sem querer trocar, é a principal característica do aristocrático feitio do povo português. Às vezes penso que dizemos tanto mal de Portugal e dos portugueses para que não sejam os estrangeiros a fazê-lo. Monopolizamos a maledicência para nos defendermos; para evitar a concorrência. E a prova de que amamos Portugal é a maneira como não consentimos a estrangeiro nenhum dizer mal das nossas coisas, sobretudo quando ele diz a verdade.

É fácil pensar que o Portugal Ideal, onde todas as coisas correm bem, já existiu. Não há português que não tenha a sua metade saudosista. Mais fácil ainda, é pensar que esse país ainda está por vir. Também não há português que não tenha a outra metade sebastianista. A verdade é que sempre existiu. A graça é que esse país ideal faz parte do outro. Quando se cruzam as coisas, quando as paisagens dos sonhos se sobrepõem às concretas, sempre que um português sobe à altura de Portugal, nunca se duvida do sentido que tem a existência desde país.

Como quase todos os portugueses, eu quase me orgulho de ser português e quase amo Portugal. No «quase» vai a distância bastante para não enlouquecer, entre o que se quer e o que se vê.

Na coluna semanal que escrevo para o «Expresso» desde Maio de 1983, essa distância parece-me óbvia. No meu caso, a minha obsessão com Portugal e com os portugueses é mais grave do que aquilo que disse deles. À distância natural que me vem de ser meio-inglês, e de ter tido uma educação semibritânica, também se há-de somar alguma mágoa de não ter conseguido ser mais português. Os convertidos são sempre os mais fanáticos, de resto. Daí que a graça que tenham os artigos que escrevi, toda ela graças à graça que continuo a achar aos portugueses (tanto no sentido divino como terrestre), possa ser atribuída à estranha mistura de turista e indígena que eu, para mal dos meus muitos pecados, continuo a ser. A minha única consolação é que ainda estou por encontrar um português genuinamente português. Tal como a causa destas coisas todas.

Miguel Esteves Cardoso, in 'A Causa das Coisas'

Fonte: citador.pt




Posted by alone Dated26jul2011


segunda-feira, 25 de julho de 2011

Em uma concessionária Mercedes (uma PIADINHA com "SONS esquisitos"... rsrs)



Uma senhora muito elegante entra em uma concessionária Mercedes Benz e pára para dar uma olhada num modelo último tipo.

Ela olha ao redor, então acha o carro perfeito e passa a inspecioná-lo. Ao inclinar-se para sentir o revestimento de couro, solta um sonoro pum.

Muito envergonhada, ela olha para ver se alguém notou o acidente esperando que nenhum vendedor aparecesse naquela hora, mas dá de cara com um vendedor que já estava atrás dela:

- Bom dia, Senhora. Como posso ajudá-la hoje?

Muito sem graça, ela pergunta:

- Senhor, qual é o preço deste veículo?

- Olha dona - responde o vendedor - Se a senhora soltou esse pum só de tocar no carro, imagina no que vai dar quando eu disser o preço!

Fonte: zebisteca.com.br/




Posted by alone Dated25jul2011


Diálogo atual



Família classe alta. Início da noite de sexta-feira.

Hora do jantar. Mesa arrumada. Todos reunidos: pai, mãe, filho de 18 e filha de 15. O pai assenta-se na cabeceira da mesa e vê o filho com o visual diferente.

No nariz, destaca-se o "piercing" prateado, na boca, o parafuso no lábio, e na orelha, seis furos: três em cada uma, exibindo um verdadeiro "sistema planetário". O pai olha de soslaio e, em silêncio, se serve do jantar.

Ao final da sobremesa, levanta-se, dirige o olhar a todos da mesa e avisa: "Segunda-feira quero todos reunidos para o almoço." Deseja à família uma boa noite e se recolhe em seu quarto.

O final de semana transcorre normalmente. Os filhos saem à noite para os compromissos com os colegas, pai e mãe vão ao cinema; no domingo, à casa de parentes que, assustados com o visual do rapaz, questionam os pais da permissão. A mãe, entre sorrisos sem graça, deixa que o pai se manifeste: "Não liguem, não. Coisas da juventude", e à noite todos se encontram para o sono dos justos.

Manhã de segunda-feira, o pai sai para o trabalho, a mãe molha as plantas do jardim-de-inverno, enquanto a filha se dirige a ela para o beijo de tchau, em direção à escola. O filho permanece dormindo, pois a Faculdade começa às 13h.

Hora do almoço. Mesa arrumada. Família reunida: pai, mãe, filho de 18 e filha de 15. O filho assenta-se no lugar de costume e vê o pai com o visual diferente. Na orelha direita, pende a enorme argola de prata, fazendo par com os curtos cabelos de prata do pai, contrastando com o terno azul de linho e a idade nada jovial do velho senhor.

Abobalhado, mas silencioso, permanece o filho e se serve do almoço.

Ao final da sobremesa, levanta-se o pai e dirige o olhar ao filho: "Vou te levar à faculdade hoje". O filho, quase que desesperado, suplica: "Não, pai. Não precisa. De jeito nenhum que vou lhe dar esse trabalho. Deixar que desvie do seu caminho, nem pensar...”

— Faço questão! — Enfatiza o pai.

O filho ainda tentar fazer o pai mudar de idéia, quando é interrompido pelo pai:

— Te espero no carro.

Mais que depressa, o filho corre para o banheiro e arranca de qualquer jeito os apetrechos das orelhas, na tentativa desesperada de que o pai faça o mesmo: arranque o brinco.

Pega a mochila e chega esperançoso ao carro, chamando a atenção do pai para a ausência dos seis "brincos".

O pai se mantém calmo e impassível liga o carro para retirá-lo da garagem.

Durante o trajeto o filho evita encarar qualquer pessoa da rua, temendo encontrar algum conhecido.

Antes da entrada no Campus, o jovem diz: "Falô, pai. Pode parar por aqui. Já tá ótimo. Quebrou um galhão!"

E ensaia deixar o carro.

Calmamente, o pai continua dirigindo.

— Vou parar no estacionamento. Faço questão de deixá-lo dentro da sala.

— Quê isso, pai! Não precisa mesmo. Você vai se atrasar mais ainda “.

— Não tem problema, estou com tempo hoje.

Descem os dois, e antes que o filho tome a frente, o pai segura-lhe o braço:

— Espera aí, me conta como está indo nos estudos...— E caminha ao seu lado.

O filho se recusa a olhar para os lados, mas não consegue evitar os olhares perplexos dos estudantes ao se depararem com a imagem grotesca do seu pai que, indiferente, continua o trajeto.

Já no corredor, o jovem despede-se afoito e entra como um raio no banheiro.

Calmamente, o pai retoma o caminho de volta.

Na manhã seguinte para o café, a família reunida: pai despido da bijuteria, mãe, filho de 18 de cara limpa como veio ao mundo, e filha de 15, dão início a um novo dia.

O recado havia sido dado!

Fátima Soares Rodrigues

Fátima Soares Rodrigues (1959), é escritora, contista, cronista e poetisa. Publica seus textos no jornal “Estado de Minas” desde 1998. Tem um livro publicado: "Em Duas Estações", lançado no IV Salão do Livro de Belo Horizonte, em agosto de 2002. Recebeu diversos prêmios literários, dentre os quais destacamos o primeiro lugar no concurso de contos de Algarve – Portugal, em julho de 2003. Participa de dezenas de antologias, conquistadas por premiações em concursos de contos, poesias e crônicas.

Fonte: releituras.com





Posted by alone Dated25jul2011

Génesis

De mim não falo mais :não quero nada.
De Deus não falo:não tem outro abrigo.
Não falarei também do mundo antigo,
pois nasce e morre em cada madrugada.

Nem de existir,que é a vida atraiçoada,
para sentir o tempo andar comigo;
nem de viver,que é liberdade errada,
e foge todo o Amor quando o persigo.

Por mais justiça ...-Ai quantos que eram novos
em vâo a esperaram porque nunca a viram!
E a eternidade...Ó transfusâo dos povos!

Não há verdade:O mundo não a esconde.
Tudo se vê: só se não sabe aonde.
Mortais ou imortais,todos mentiram.

Jorge de Sena

Fonte: astormentas.com






Posted by alone Dated25jul2011

domingo, 24 de julho de 2011

Em CASA de "CABRA-MACHO" é assim...













... fuí PAI de 6 cachorrinhos em 01JUL11 e de 5 extremosos GATINHOS em 23JUL11! E, PIOR: "parece" que a "coisa" não vai ficar "por aquí"...!



PEÇO URGENTE SOCORRO AO DIGNÍSSIMO PRESIDENTE DA REPÚBLICA PORTUGUESA, Prof.Dr. CAVACO SILVA E À PRESIDENTA DO BRASIL, Dra.DILMA ROUSSEF... !!!




HELP ME...!!!



Fotos acima.




Ai Vida, vida...!!!

Nota de alone: o que é que vou fazer EU com os quase setecentos REAIS que o Centro Paula Souza me paga...?!...




Written and Posted by alone Dated24jul2011

Eric Clapton - Tears In Heaven (Official Video)




2 notas de alone: a primeira - esta MÚSICA vai "directamente" para a Noruega e para os Noruegueses.


A segunda: a morte "anunciada" da artista (?) Amy Winehouse... quando é assim?!... De Artista "mostrou" muito pouco e como sêr humano... muito frágil!... "Ela" escolheu" a vodka e as drogas... o que a Sociedade podia ter feito, que não tivesse feito, para a "ajudar"...?!... PAZ Á SUA ALMA...!!!


Portanto, por razões diferentes, mas com a MORTE como fundo, esta minha DEDICATÓRIA!...



Posted by alone Dated24jul2011

NORUEGA: MATAR PORQUÊ E PARA QUÊ...?!...





"Gente Amiga":



nos últimos anos temos assistido ao HORROR de imagens de MORTE, DESTRUIÇÃO, LUTO e DÔR. Da Palestina à "recente" Noruega, impunemente os LOUCOS "motivados" por esta ou aquela "razão", fazem de, razões várias que vão desde a "libertação" às "ideologias" e "outras coisas" parecidas, o MUNDO virar uma LOUCURA e se questinar SE HÁ, AFINAL, algum MOTIVO VÁLIDO, para "mártires" ASSASSINAR CRUELMENTE dezenas, centenas, milhares de pessoas que apenas e só aspiram a... VIVER!...






"Cortar gente às postas" como se fosse um qualquer peixe vendido ao kilo ou um animal qualquer, colocar kgs de explosivos numa estação de Metro ou num Posto dos Correios, ir a uma escola e "alegando Bullying" matar e matar jovens na casa dos 10, 12 anos é, REALMENTE, o QUÊ...?!



Não podemos apontar o dedo para a Liberdade e para a Democracia porque, nem ela, escapa a esta "onda de HORROR" que, segundo creio, não irá MAIS parar NUNCA...!!! Afinal, é de muitos Países onde a Liberdade e a Democracia são palavras VÃS que vem o "enorme" contigente de "MATADORES"...!!!



Que "vamos" fazer?!... O que nos "irão" fazer, UM DIA...?!...



NÃO O SABEMOS! Você NÃO PODE ESTAR de FÉRIAS porque PODE MORRER, NÃO PODE ESTAR EM CASA porque a sua casa, o seu prédio, PODE IR PELOS ARES... QUE MERDA DE MUNDO É ESTE...?!



Orar, segundo percebi, também NÃO É A MELHOR HIPÓTESE porque MESQUITAS, IGREJA, TEMPLOS, MONUMENTOS são "alvos preferenciais"!...



Que RISCOS iremos correr só pra ir TOMAR UM CAFÉ, numa esplanada ao SOLZINHO ou num qualquer Shopping, com a Família ...?!...




PAREM LOUCOS! MATEM-SE A VOCÊS PRÓPRIOS! MATEM OS VOSSOS LÍDERES!



Mas, por favor, deixem que os Cidadãos "anónimos" possam ter os seus momentos de lazer, amar e desfrutar das paisagens, da Família, dos Cafés, dos Restaurantes, das Igrejas ou outros lugares de culto, sem ter SEMPRE na FRENTE a IMAGEM DA MORTE e da LOUCURA estampada em cada ROSTO de cada CIDADÃO.




BASTA, ESTÚPIDOS ANORMAIS, SUAS BESTAS... !!! NADA, mas NADA, pode "motivar" ISTO...!!!




N A D A... !!!




Nota de alone: para a NORUEGA, "última vítima", para os Noruegueses, Famílias dos falecidos e para aqueles que não faleceram mas que irão ficar como "Zombies" no "meio" disto tudo, o meu ABRAÇO solidário. O ABRAÇO de um Português neste MUNDO "louco"...!!!




Written and Posted by alone Dated24jul2011