Eu e SÓ EU...

Eu e SÓ EU...
Alone

Como EU sou...

Photo Effects by Wishafriend
Photo Effects By WishAFriend.com

Bom Dia, Boa Noite... "essas coisas"!

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "só isto"...?!... NÃO... essencialmente, é UM POVO...!!!

Provérbios

“Só um sentido de invenção e uma necessidade intensa de criar levam o homem a revoltar-se, a descobrir e a descobrir-se com lucidez”. (Pablo Picasso)

PORTRAIT




Não importa quantos passos você deu para trás, o importante é quantos passos, agora, você vai dar para frente.

Gedeão


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.Gedeão

A(o)s que me deixam MENOS alone...!!!

sábado, 27 de agosto de 2011

♥ LOVE SONGS ♥ MUSICA ROMANTICA ♥







Love songs - Musica romantica

1º CELINE DION - Because you loved me
2º OLIVIA NEWTON - Hopelessly Devoted To You
3º WHITNEY HOUSTON - I Will always love you
4º MARIAH CAREY - I Can't Live
5º ROXETTE - Listen To your Heart
6º JENNIFER RUSH - The Power of love

(vidé Vídeo)



Posted by alone Dated27aug2011


Um drink para a posteridade



Estava tomando minha oitava cerveja, mas já estava bêbado desde a segunda. Beber com o estômago vazio faz mal, e eu sei, mas não tenho fome. Tenho sede, e de cerveja. Ainda mais depois que Ana me trocou por um sujeito que usa sapatos marrom-claros e gel no topete. Perdi completamente o apetite e o controle.

Larissa falava sem parar sobre como sua mãe era má, e seu namorado era um grosso, e seu emprego era uma porcaria, e sobre como era incompreendida, sofrida e maltratada.

Foi quando um estrondo lá fora emudeceu todo o bar — inclusive o Iggy Pop, que cantarolava na JukeBox.

Eu estava de costas para a porta, e num primeiro momento acreditei que alguém houvesse caído um tombo. Todos os dias os bêbados e os adolescentes bebem e lá pelas tantas caem tombos.

Só que não era um bêbado, nem era um tombo.

Alguma coisa havia despencado de algum apartamento, do prédio onde, no térreo, funcionava o bar. Só não alcançou o chão porque foi freado pelo telhado de lona, que cobria a porta de entrada do estabelecimento.

Ninguém estava sentado lá fora por causa da chuva. E demorou alguns segundos até que alguém resolvesse levantar e ir conferir o que, de fato, estava acontecendo. Mas bastou um se movimentar, após aquele compelido silêncio, para que todos se acotovelassem até a porta, desesperadamente curiosos.

— Que medo, meu! O que deve ser aquilo? — perguntava, aflita, Larissa, enquanto agarrava-se ao meu braço como se eu — logo eu — pudesse lhe proteger de alguma coisa.

— Devem ter jogado alguma coisa pela janela. Um sofá, talvez — respondi, sem prestar muita atenção no que estava falando.

— Porque alguém atiraria um sofá pela janela?

— Nunca se sabe.

Então alguém gritou:

— É uma mulher!

Uma mulher?

Levantamos alvoroçados. Por mais que atirar sofás pela janela não seja exatamente comum, por essa ninguém esperava: uma garota, com cerca de 20 e poucos anos, era retirada do toldo, agora parcialmente destruído.

— Ela está viva?

— Acho que sim, o toldo amorteceu a queda.

Abriram passagem, e o garçom já telefonava para a ambulância quando a infeliz recobrou os sentidos:

— O que...?

Todo mundo parou em pé a sua volta, calados, esperando.

Ela olhou para os lados, e finalmente pareceu entender o que havia acontecido:

— Com certeza eu não morri e isto aqui não é o céu, certo?

— Pode ter certeza que não — respondeu alguém.

— Merda — ela socou o chão sem muita força — Tentar se matar e não conseguir é o auge do fracasso.

Ninguém disse nada porque ninguém sabia o que dizer.

A ambulância estacionou espalhafatosa, e a moça levantou, aparentemente inteira:

— Mandem a ambulância de volta — falou, desagradada — Estou mais viva do que quando saltei.

O garçom explicou a situação para os médicos que, desconfiados, foram embora.

A garota, cujo nome nunca soube, caminhou até o balcão e pediu um conhaque: “Para a posteridade”, disse alto e sarcasticamente, já parecendo embriagada.

Talvez já estivesse.


Aos poucos, as pessoas foram voltando aos seus lugares, e não demorou para a JukeBox voltar a tocar. Voltei a pensar em Ana e Larissa voltou a resmungar. O garçom voltou a servir as mesas, e os bêbados voltaram a encher os copos.

Alguns minutos depois, parecia que nada havia acontecido.

Como se nenhuma garota de vinte e poucos anos tivesse tentado se matar, feliz ou infelizmente sem sucesso.

Como se esta garota não estivesse agora mesmo sentada ali, há poucos metros, furiosa pelo suicídio frustrado e certamente por todas as frustrações da vida de alguém com vinte e poucos anos.

Como se ela não estivesse com o copo de conhaque intocado na sua frente, há tempos observando seu fundo, como se quisesse ali se afogar.

Talvez não estivesse.

Nunca se sabe.

Janaína Lauxen

Fonte: releituras.com




Posted by alone Dated27aug2011

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Coltrane & Hartman - Autumn Serenade








Mais uma faixa do encontro histórico das sensibilidades de John Coltrane e Johnny Hartman (vidé Vídeo)


Bom FIM DE SEMANA...!!!


Posted by alone Dated26aug2011


O que escrever em seu túmulo se você é.... (sem PRECONCEITOS, tá...?!)







ESPÍRITA
Volto já.

INTERNAUTA
www.aquijaz.com.br


AGRÔNOMO
Favor regar o solo com Neguvon. Evita Vermes.


ALCOÓLATRA
Enfim, sóbrio.

ARQUEÓLOGO
Enfim, fóssil.

ASSISTENTE SOCIAL
Alguém aí, me ajude!

MANO
Fui.


CARTUNISTA
Partiu sem deixar traços.

POLICIAL

Tá olhando o quê? Circulando, circulando...

ECOLOGISTA
Entrei em extinção.

ENÓLOGO
Cadáver envelhecido em caixão de carvalho, aroma Formol e after tasting que denota presença de Microorganismos diversos.

FUNCIONÁRIO PÚBLICO
É no túmulo ao lado.

GARANHÃO
Rígido, como sempre.

GAY
Virei purpurina.

HERÓI
Corri para o lado errado.

HIPOCONDRÍACO

Eu não disse que estava doente?!?!

HUMORISTA
Isto não tem a menor graça.

JANGADEIRO DIABÉTICO
Foi doce morrer no mar.

JUDEU
O que vocês estão fazendo aqui? Quem está tomando Conta do lojinha?


PESSIMISTA
Aposto que está fazendo o maior frio no inferno.


PSICANALISTA
A eternidade não passa de um complexo de superioridade mal resolvido.

SANITARISTA
Sujou!!!


SEX SYMBOL
Agora, só a terra vai comer.

VICIADO
Enfim, pó!

ADVOGADO
Disseram que morri.... mas vou recorrer!!!

Fonte: emailcuriosos





Posted by alone Dated26aug2011



Minicontos







Miniambiente


Estou sem tempo, atrasado, ocupado, meio consumido, pensando se conseguirei chegar antes que o guarda resolva travar a porta. Corro assombrado, cortado em pedaços, esbaforido, feito uma tela expressionista, escorrendo os pés pelos vãos da cidade. É verdade, não estou brincando. Preciso dar conta do recado, suar a camisa, torcer o rabo do gato pra gerir meu ganha-pão. Meu chefe não compreenderia se eu retornasse para o escritório sem as autenticações. Ele vive roendo as unhas, procurando um nó cego, uma besta qualquer pra descontar suas mazelas. Veja, estou com as mãos atadas, sem nenhuma chance de parar, atolado até o pescoço de trabalho. Lutando para manter a cabeça no lugar. É, estou voando, torcendo, rezando pragência estar aberta e não ser barrado na porta. Até a noite, sou como um balão vermelho: hora após hora, caindo. Sem tempo, sempre atrasado, ocupado, ocupadíssimo.


Sabor de Coca


Subitamente você desperta. Seu coração está acelerado e suas mãos molhadas. Atônito, corre para recuperar o tempo perdido. Ao sair de casa você se esquece de trancar a porta e o seu carro não pega porque a bateria arreou. Você decide ir de ônibus, porém a espera transforma-se numa lenta e eterna agonia. No meio do caminho ele quebra. Com o estomago na boca e a boca com gosto de cerveja, decide ir a pé. Ao chegar no escritório, cansado, suado e descabelado, você nota que seus colegas lhe olham com estranheza, abismados com a sua presença naquele local. Você pensa que é porque está atrasado. Quando chega em seu canto,o mesmo canto, aquele mesmo canto onde você, hora após hora, planejou a aposentadoria, as viagens, os filhos que teria com a mulher que nunca teve, naquele mesmo canto que supostamente sempre imaginou ser o seu canto, ao invés de encontrar tudo em seu devido lugar, depara-se com um estranho. Ele, perplexo, olha para você e hipocritamente lhe diz: Bom dia.


Um Encontro


Os olhos se tocaram ásperos naquele final de tarde modorrento, sem vírgulas ou ponto final. Ele não procurava nada. Ela apenas sonhava. Rapidamente desenharam ávidos traçados entre expressões de química e sorrisos mal disfarçados. Parados, pareciam flutuar. Ela fingia que não via e ele fingia conhecê-la de algum lugar. Aparentemente ínfimo a distância que os separavam. Bastaria apenas um dedo para virar pelo avesso a terra que teimava em girar ao contrário. Ela, rompendo a timidez, ofereceu-lhe um beijo e depois outro e outro depois de outro, e ele, estático, como uma fria folha de revista, recebia a dádiva em perpetuo silêncio.

Cláudio Eugenio Luz

Fonte: releituras.com





Posted by alone Dated26aug2011




quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Saudade




alone: suave, discreta, sensível - a música é UMA das nossas melhores companhias! Concorda...?!


Posted by alone Dated25aug2011

Leia a BULA antes...




Indicações: Homem é recomendado para mulheres portadoras de SMS (Síndrome da Mulher Sozinha). Homem é eficaz no controle do desânimo, da ansiedade, irritabilidade, mau-humor, insônia etc. Posologia e Modo de Usar: Homem deve ser usado três vezes por semana.




Não desaparecendo os sintomas, aumente a dosagem ou procure outro. Homem é apropriado para uso externo e interno, dependendo da necessidade. Precauções: Mantenha longe do alcance de amigas (vizinhas solitárias, loiras sorridentes, etc).

Fonte: emailcuriosos





Posted by alone Dated25aug2011



O que Leva o Homem a Suspeitar Muito é o Saber Pouco



As suspeitas são entre os pensamentos o que os morcegos são entre os pássaros; voam sempre ao crepúsculo. Certamente, devem ser reprimidos, ou pelo menos bem vigiados, porque ofuscam o espírito. As suspeitas afastam-nos dos amigos e vão de encontro aos nossos negócios, que afastam do caminho normal e direito. As suspeitas impelem os reis à tirania, os maridos ao ciúme, os sábios à irresolução e à melancolia. São fraquezas não do coração, mas do cérebro, porque se alojam nos carácteres mais intrépidos, como no exemplo de Henrique VII de Inglaterra, que, entre os homens, foi também o mais suspeitoso e também o mais intrépido.





As suspeitas fazem muito mal a estes homens. Nas outras pessoas, as suspeitas só são admitidas depois de exame à sua verosimilhança, mas nas pessoas timoratas elas rapidamente adquirem fundamento. O que leva o homem a suspeitar muito é o saber pouco; por isso os homens deveriam dar remédio às suspeitas procurando saber mais, em vez de se deixarem sufocar por elas.

Que querem eles? Pensarão talvez que são santas as pessoas que empregam e com quem tratam? Que elas não pensam em atingir os seus fins, e que serão mais leais para com os outros do que para consigo próprias? Não há, por isso, melhor caminho para modelar as suspeitas do que acolhê-las como verdadeiras, e refreá-las como falsas. Deve usar-se das suspeitas para providenciar a que não nos prejudiquem, no caso de serem verdadeiras.
As suspeitas, que o espírito de si próprio gera, não são mais do que zumbidos; mas as que são artificialmente alimentadas com histórias e ditos maliciosos, essas possuem venenosos ferrões. Certamente, o melhor meio de abrir caminho na floresta das suspeitas é falar francamente com a pessoa de quem se desconfia; porque assim ter-se-á a certeza de conhecer melhor a verdade do que se conhecia antes, e conseguir-se-á que a pessoa de quem se desconfiou seja de futuro mais circunspecta e dê outros motivos de suspeição. Mas isto não pode ser feito com pessoas de natureza vil, porque essas, quando se sabem suspeitadas, nunca mais são leais. Os italianos dizem: Sospetto licentia fede, como se a suspeita desse um passaporte à fidelidade; quando, pelo contrário, deveria ser motivo para se justificar.

Francis Bacon, in 'Ensaios'



Fonte: citador.pt




Nota de alone: experimentem "aplicar" isto à vossa vida! Suspeitas "infundadas" é mesmo uma... MERDA!...




Posted by alone Dated25aug2011


quarta-feira, 24 de agosto de 2011

ORA, TOMEM... Ricos devem pagar a crise? Os "nossos" têm dúvidas ("nossos"... Pôrr@...)

Patinhas Amorim achando uma moedinha de 10 Cêntimos em ouro...!!!




Há alguns que se consideram simples assalariados, outros que até não se importam de ajudar, mas duvidam que isso resolva alguma coisa




São ricos, mas trabalham e, por isso, alguns milionários portugueses consideram-se apenas isso mesmo: trabalhadores. Daí que não considerem ter uma responsabilidade especial na resolução da crise. Outros até estariam dispostos a pagar mais impostos, como defendem também vários detentores de grandes fortunas em França.

O líder da Corticeira Amorim que é, de resto, o homem mais rico do país, disse ao «Jornal de Negócios» que não se considera rico. «Sou trabalhador», diz Américo Amorim, garantindo assim não passar de um simples assalariado.

Manuel Violas, dono de cinco casinos em Portugal e também accionista da UNICER, é o detentor da oitava maior fortuna do país e está disponível para pagar mais impostos em prol da crise, mas se todos ajudarem.

Joe Berardo também considera que «se houver uma taxa especial todos devemos contribuir», mas «mais importante do que essa contribuição é que os empresários que têm riqueza criem postos de trabalho». E, «mesmo que todos ajudassem um pouco, não se resolvia o problema da dívida».

Afastando prontamente o rótulo de milionário, André Jordan, empresário do sector do Turismo duvida do impacto de um imposto especial para milionários na redução do défice, embora reconheça que teria «um valor simbólico grande».

O empresário Patrick Monteiro de Barros não entende a proposta, questionando qual seria a contrapartida exigida: «Se é um acto solidário é uma coisa, agora imagine se é uma proposta para o doutor Sarkozy mudar a sua perspectiva sobre os eurobonds» (euro-obrigações).

Desta feita ao «Diário Económico», o líder dos Cimentos Liz, Luís de Mello Champalimaud, lembrou que já na altura do 25 de Abril de 1974 existia o slogan «os ricos que paguem a crise». A chave para o problema está antes, argumenta, na Justiça: quando ela começar a ser eficaz e mais rápida e quando os contribuintes e os seus impostos passarem a ser respeitados, muitos problemas verão uma luz ao fundo do túnel.

Quem dá o seu aval à proposta francesa de os milionários pagarem mais impostos é José Roquette. O dono da Herdade do Esporão sugere a criação de uma sobretaxa em sede de IRC a ser aplicada a grandes empresas e seus accionistas.

Filipe de Botton, o líder da Logoplaste, entende que momentos excepcionais exigem respostas também elas excepcionais, pelo que acredita que, dentro de um quadro de razoabilidade, todos os empresários portugueses verão com bons olhos medidas que reduzam as desigualdades sociais.

Na mesma linha, o patrão da Iberomoldes, Henrique Neto, mostra-se disponível para uma contribuição especial. Ao mesmo jornal lembrou que já defendeu e até escreveu que o Orçamento do Estado para este ano devia incluir já um imposto especial para rendimentos superiores a 100 mil euros, um imposto com um grau progressivo de aumento para rendimentos acima desse patamar.

Em Espanha, embora esteja de parte, por «falta de tempo», a criação de um imposto especial, os mais ricos podem ver agravadas as contribuições fiscais já existentes.

Fonte: www.agenciafinanceira.iol.pt/economia/





Nota de alone: mas que queriam que o senhor Amorim e Companhia dissesse de lhes "irem aos bolsos"...!!! Ahhhh.... rsrs... "empresários de 1ª, estes"...!!! Rsrs... e "muito trabalhadores, por sinal"...!!! Rsrs....






Posted by alone Dated24aug2011


REGRAS SÃO REGRAS... (uma PIADINHA bem "light"...)



Um casal recém casado vai viver em sua nova casa. Ao entrar pela primeira vez na casa o homem diz:

- Se quer viver comigo as minhas regras são:

-Segundas e terças-feiras à noite vou tomar café com os amigos;

-Quartas-feiras à noite cinema com o pessoal;

-Quintas, sextas à noite cerveja com os colegas;

-Sábados pescaria com a turma, retornando domingo pela manhã;

-E aos domingos deito cedo para descansar.

Se quer... Quer... Se não quer... Azar!

Então a mulher responde:

- Pra mim só existe uma regra:

Aqui em casa tem sexo todas as noites.

Quem está, está. Quem não está...

Azar!!!!!!!!!!

Fonte: somentebobagem





Posted by alone Dated24aug2011



O Desaparecido



Tarde fria, e então eu me sinto um daqueles velhos poetas de antigamente que sentiam frio na alma quando a tarde estava fria, e então eu sinto uma saudade muito grande, uma saudade de noivo, e penso em ti devagar, bem devagar, com um bem-querer tão certo e limpo, tão fundo e bom que parece que estou te embalando dentro de mim.




Ah, que vontade de escrever bobagens bem meigas, bobagens para todo mundo me achar ridículo e talvez alguém pensar que na verdade estou aproveitando uma crônica muito antiga num dia sem assunto, uma crônica de rapaz; e, entretanto, eu hoje não me sinto rapaz, apenas um menino, com o amor teimoso de um menino, o amor burro e comprido de um menino lírico. Olho-me no espelho e percebo que estou envelhecendo rápida e definitivamente; com esses cabelos brancos parece que não vou morrer, apenas minha imagem vai-se apagando, vou ficando menos nítido, estou parecendo um desses clichês sempre feitos com fotografias antigas que os jornais publicam de um desaparecido que a família procura em vão.

Sim, eu sou um desaparecido cuja esmaecida, inútil foto se publica num canto de uma página interior de jornal, eu sou o irreconhecível, irrecuperável desaparecido que não aparecerá mais nunca, mas só tu sabes que em alguma distante esquina de uma não lembrada cidade estará de pé um homem perplexo, pensando em ti, pensando teimosamente, docemente em ti, meu amor.

Rubem Braga


Do livro "A Traição das Elegantes", Editora Sabiá - Rio de Janeiro, 1969, pág. 112, extraímos o texto acima.

Fonte: releituras.com





Posted by alone Dated24aug2011


terça-feira, 23 de agosto de 2011

Without You - Sax Instrumental





Um "brinde ESPECIAL" na noite...



Posted by alone Dated24aug2011

DESORDEM NO TRIBUNAL



Estas são piadas retiradas do livro "Desordem no tribunal". São coisas que as pessoas realmente disseram, e que foram transcritas textualmente pelos meirinhos, que tiveram que permanecer calmos enquanto estes diálogos realmente aconteciam à sua frente.
Vale a pena ler - são excelentes!


--------------------------------------------------------------------------------

Pergunta: Qual é a data do seu nascimento?
Resposta: 15 de julho.
P: Que ano?
R: Todo ano.


--------------------------------------------------------------------------------

P: Essa doença, a miastenia gravis, afeta sua memória?
R: Sim.
P: E de que modo ela afeta sua memória?
R: Eu esqueço das coisas.
P: Você esquece... Pode nos dar um exemplo de algo que você tenha esquecido?


--------------------------------------------------------------------------------

P: Que idade tem seu filho?
R: 38 ou 35, não me lembro.
P: Há quanto tempo ele mora com você?
R: Há 45 anos.


--------------------------------------------------------------------------------

P: Qual foi a primeira coisa que seu marido disse quando acordou naquela manhã?
R: Ele disse, "Aonde estou, Betty?"
P: E por que você se aborreceu?
R: Meu nome é Susan.


--------------------------------------------------------------------------------

P: Me diga, doutor... não é verdade que, ao morrer no sono, a pessoa só saberá que morreu na manhã seguinte?


--------------------------------------------------------------------------------

P: Seu filho mais novo, o de 20 anos...
R: Sim.
P: Que idade ele tem?


--------------------------------------------------------------------------------

P: Vou lhe mostrar a Prova 3 e peço que reconheça a foto.
R: Este sou eu.
P: Você estava presente quando esta foto foi tirada?


--------------------------------------------------------------------------------

P: Então, a data de concepção do seu bebê foi 08 de agosto?
R: Sim, foi.
P: E o que você estava fazendo nesse dia?


--------------------------------------------------------------------------------

P: Ela tinha 3 filhos, certo?
R: Certo.
P: Quantos eram meninos?
R: Nenhum.
P: E quantas eram meninas?


--------------------------------------------------------------------------------

P: Sr. Wilson, por que acabou seu primeiro casamento?
R: Por morte do cônjuge.
P: E por morte de que cônjuge ele acabou?


--------------------------------------------------------------------------------

P: Poderia descrever o suspeito?
R: Ele tinha estatura mediana e usava barba.
P: E era um homem ou uma mulher?


--------------------------------------------------------------------------------

P: Doutor, quantas autópsias o senhor já realizou em pessoas mortas?
R: Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas...

Fonte: textos_legais




Posted by alone Dated23aug2011



Clip do filme Fernão Capelo Gaivota





Nota de alone: vejam este clip de um dos filmes que mais ensina sobre LIBERDADE INDIVIDUAL, escolhas, caminhos...!!! Impressionou-me e impressiona-me AINDA HOJE...!!!




Posted by alone Dated23aug2011



A Solidão é Sempre Fundamento da Liberdade



A solidão é sempre fundamento
da liberdade.
Mas também do espaço
por onde se desenvolve o alargar do tempo
à volta da atenção estrita do acto.
Húmus, e alma, é a solidão. E vento,
quando da imóvel solenidade clama
o mudo susto do grito, ainda suspenso
do nome que vai ser sua prisão pensada.
A menos que esse nome seja estremecimento
— fruto de solidão compenetrada
que, por dentro da sombra, nomeia o movimento
de cada corpo entrando por sua luz sagrada.

Fernando Echevarría, in "Sobre os Mortos"

Fonte: citador.pt




Posted by alone Dated23aug2011



segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Documentário sobre a Reserva Natural do Estuário do Sado









Documentário realizado pelos alunos de Tecnologia Educativa, da disciplina de 4.º ano da Licenciatura em Ensino de Ciências da Natureza 2005/2006 da FCTUNL. Aborda aspectos biológicos, ecológicos, geológicos e de conservação da Natureza da Reserva.


(vidé vídeo)


Posted by alone Dated22aug2011


Nas Asas da Saudade, Carlos Paredes





Música do álbum "Asas Sobre o Mundo" de Carlos Paredes.



Posted by alone Dated22aug2011


Frases de "A" a "M" (Brasil)



- Aborto
. Se os homens ficassem grávidos, o aborto seria um sacramento. (Anônimo)

- Abstinência
. A abstinência é um boa coisa, desde que praticada com moderação. (Anônimo)

- Adultério
. O homem casado que não transar com as amigas da mulher, vai transar com quem? (Eduardo Mascarenhas)

. Infidelidade é como apanhar seu sócio roubando dinheiro do caixa. (Fernando Sabino)

- África
. A descoberta do clarinete por Mozart foi uma contribuição maior do que toda a África nos deu até hoje. (Paulo Francis)

. O Brasil está a caminho de converter-se no país mais ocidental da África. (Delfim Netto)

- Agricultura
. Se você tiver uma fazenda e, na hora da colheita, tiver que optar por um administrador petista e uma nuvem de gafanhotos fique com os gafanhotos. (Paulo Maluf)

- AIDS
. As pessoas andam tão em pânico por causa da AIDS que começam a ver riscos de contaminação até numa galinha ao molho pardo. O que, naturalmente, é ridículo - a não ser que a galinha esteja com AIDS. (Perry White)

- Amantes
. As amantes nunca pensam que vão ser abandonadas. E, no entanto, para isto foram feitas. (Mário da Silva Brito)

. Amante é o namorado que leva pijama. (Luís Fernando Veríssimo)

- Amor
. Sabe o que é melhor que ser bandalho ou galinha? Amar. O amor é a verdadeira sacanagem. (Tom Jobim)

. Amar é... ser a primeira a reconhecer o corpo dele no Instituto Médico Legal. (Ivan Lessa)

. Não se ama duas vezes a mesma mulher. (Machado de Assis)

- Baianos
. Os baianos invadiram o Rio para cantar "Ó que saudade da Bahia...". Bem se é por falta de adeus, PT saudações. (Paulo Francis)

- Beber
. Brasil e Argentina parecem dois bêbados cambaleantes a cabecear nos postes. Só que, enquanto a Argentina parece estar a caminho da economia de mercado, o Brasil parece estar de volta ao bar. (Roberto Campos)

- Boas Maneiras
(Quando a esposa de um então governador da Paraíba, numa festa na fazenda do casal, pediu-lhe que improvisasse tendo como mote o famoso verso de Casemiro de Abreu, "que os anos não trazem mais"):

Foi quando Tomé de Souza
Desembarcou na Bahia
Logo no primeira dia
Passou o pau na esposa
Ligeiro que nem raposa
Comeu na frente e atrás
Depois, na beira do cais
Por onde os navio trafega
Comeu o padre Nóbrega
Que os anos não trazem mais.
(Zé Limeira)

- Bolsa de Valores
. A bolsa de valores é algo assim como uma suruba em que você entra com a bunda. (O Planeta Diário)

- Brasil
. O Brasil não é para principiantes. (Tom Jobim)

. Este é um país em que as prostitutas gozam, os traficantes cheiram e em que um carro usado vale mais que um carro novo. É ou não é um país de cabeça para baixo? (Tom Jobim)

- (Ao ser perguntado se o Brasil "não deu certo"):
. Não. Temos sido enrabados errados. (Carlito Maia)

- Carros
. O carro que mais vende no Brasil é o carro usado. por que as montadoras não passam a fabricar carros de segunda mão? (Carlito Maia)

- Casamento
. É claro que uma relação platônica é possível — mas só entre marido e mulher. (Anônimo)

. O casamento é o preço que os homens pagam pelo sexo; o sexo é o preço que as mulheres pagam pelo casamento. (Anônimo)

. A moda dos casais trocados é relativamente nova. Quer dizer, desejar a mulher do próximo é antigo como os dez mandamentos; a novidade é o próximo gostar da idéia e desejar a sua mulher também. (Luís Fernando Veríssimo)

- Chifre
. Lavar a honra com sangue suja a roupa toda. (Stanislaw Ponte Preta)

- Cidades
. Se Brasília fosse boa, Oscar Niemeyer moraria nela. (Anônimo)

. São Paulo não pode parar — porque não tem estacionamento. (Regina Casé)

- Comer
. A maior vantagem da comida macrobiótica é que, por mais que você coma, por mais que encha o estômago, está sempre perfeitamente subalimentado. (Millôr Fernandes)

- Computador
. Errar é humano, mas para se fazer uma monstruosa cagada é preciso um computador. (Anônimo)

- Comunismo
. Ser comunista, hoje, exige um ato de fé sobre-humana. (Paulo Francis)

- Conselhos
. Rabo e conselho só se deve dar a quem pede. (Stanislaw Ponte Preta)

- Corrupção
. O último a sair rouba a luz. (Anônimo)

- Desconfiança
. Dificilmente um mulher engana o marido às seis da manhã. O homem só deve inquietar-se quando sua mulher começa a ir à missa das três da tarde. (Antônio Maria)

. Não confio em produto local. Sempre que viajo levo meu uísque e minha mulher. (Fernando Sabino)

- Dinheiro
. Marx escrevendo sobre dinheiro é como padre falando sobre sexo. (Paulo Francis)

. O dinheiro não é tudo. Não se esqueça também do ouro, os diamantes, da platina e das propriedades. (Tom Jobim)

. Mulher, hemorróidas e dinheiro, quem tem não diz. (Fausto Silva)

- Eleições
. Um povo que não sabe nem escovar os dentes não está preparado para votar. (João Batista Figueiredo)

- Erotismo
. Todo corpo é um órgão sexual, com exceção, talvez, das clavículas. (Luís Fernando Veríssimo)

- Estatais
. Se o governo comprar um circo, o anão começa a crescer. (Delfim Netto)

- Fantasias
. Só acredito naquilo que posso tocar. Não acredito, por exemplo, em Luiza Brunet. (Luis Fernando Veríssimo)

- Feminismo
. A principal coisa que aconteceu quando as mulheres se levantaram por seus direitos foi que perderam seu lugar nos ônibus. (Anônimo)

- Fidelidade
. Você pode amar muito uma pessoa e ir para a cama com outra. (Leila Diniz)

. Mulher só é fiel à moda. (Justino Martins)

- Gaúchos
. Nunca usei bombachas, não gosto de chimarrão e nem de me lembrar da última vez que subi num cavalo. Aliás, o cavalo também não gosta. (Luís Fernando Veríssimo)

- Gays
. As mulheres estão descobrindo que mulher é bom — coisa que os homens já sabem há séculos. (Chico Anysio)

. Bicha brasileira só pensa em mãe e em Nova York. (Danuza Leão)

- Ladrão
. Roube ainda hoje! Amanhã pode ser ilegal. (Millôr Fernandes)

. A comissão faz o ladrão. (Jô Soares)

- Liberdade
. Política tem esta desvantagem: de vez em quando o sujeito vai preso em nome da liberdade. (Stanislaw Ponte Preta)

- Liberadas
. Muitas mulheres consideram os homens perfeitamente dispensáveis no mundo, a não ser naquelas profissões reconhecidamente masculinas, como as de costureiro, cozinheiro, cabeleireiro, decorador de interiores e estivador. (Luís Fernando Veríssimo)

- Literatura
. Alguns livros são do tipo que, quando você os larga, não consegue pegar mais. (Millôr Fernandes)

. Dizem que escrever é um processo torturante para Sarney. Sem dúvida, mas quem grita de dor é a língua portuguesa. (Paulo Francis)

- Machos
. Todos os cafajeste que conheci na minha vida eram uns anjos de pessoas. (Leila Diniz)

- Maridos
. Ele transa bem? Leva você para comer bons queijos e vinhos? É seu amigo? Então fica com ele. É o máximo que você vai conseguir de um homem. (Marília "Gabi" Gabriela)

- Médias
. Se o sujeito está com o rabo no forno e a cabeça na geladeira, não se pode dizer que ele está com uma ótima temperatura média. (Delfim Netto).


Nas frases, uma amostra da irreverência do nosso querido povo brasileiro. Divirtam-se.

Fonte: releituras.com



Posted by alone Dated22aug2011




domingo, 21 de agosto de 2011

Comidinha (uma PIADA de DOMINGO...): "Dúvida Canibalesca"



O menino canibal, ao ver um avião, pergunta para a mãe:
- Mãe, aquele passarinho grande ali é bom para comer?
- Não, meu filho! Só o recheio!

Fonte: NET




Posted by alone Dated21aug2011

Sentimento (Rita Guerra)





COMENTÁRIO enviado por MartaBarros999


"já nao há sentimento
nao há nada que te faça amar..."
linda..=)
- Vidé Vídeo


Posted by alone Dated21aug2011

As Pessoas são Como os Envelopes




As pessoas e os encontros, por vezes, são como os envelopes bem endereçados que recebemos. Sabe-se o nome e a morada, mas não se sabe o que vem lá dentro. Será uma conta a pagar, um convite, um folheto de publicidade? Será uma cunha, umas boas festas? É que o envelope rasga-se e depois vê-se o que vem lá dentro. As intenções do coração vêm sempre ao de cima, não há máscara que lhes resista...

(Padre) Vasco Pinto de Magalhães, in 'Não Há Soluções, Há Caminhos'




Fonte: citador.pt


Posted by alone Dated21aug2011