Eu e SÓ EU...

Eu e SÓ EU...
Alone

Como EU sou...

Photo Effects by Wishafriend
Photo Effects By WishAFriend.com

Bom Dia, Boa Noite... "essas coisas"!

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "só isto"...?!... NÃO... essencialmente, é UM POVO...!!!

Provérbios

“Só um sentido de invenção e uma necessidade intensa de criar levam o homem a revoltar-se, a descobrir e a descobrir-se com lucidez”. (Pablo Picasso)

PORTRAIT




Não importa quantos passos você deu para trás, o importante é quantos passos, agora, você vai dar para frente.

Gedeão


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.Gedeão

A(o)s que me deixam MENOS alone...!!!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Comemorar o NATAL


Sei que, sobre este “assunto”, cada “cabeça”, cada “sentença”.
Assim, quero aqui deixar o MEU testemunho daquilo que eu penso sobre TUDO isto.
No meu caso pessoal, é fundamental afirmar que NATAL e FAMÍLIA é... Indissociável! Não que a minha vida tenha sido um ENORME exemplo do que acabo de afirmar, mas, porque, é esse (aliás, sempre foi!...) o meu sentir e o meu pensamento.
Nasci num berço “muito pouco doirado”. Filho de um casal desavindo e, mais tarde, divorciado, de classe média-baixa, nunca conseguiu SABER o que era “isso” de Natal, de Natal em FAMÍLIA e, muito menos, com alegria e, sejamos francos, com alguma comidinha e, na meninice, com alguns presentes, mesmo que estes fossem “de lata”. Mas, NÃO...! Desses tempos, guardo com desprazer, o choro de minha mãe, a tristeza de minha tia que vivia conosco e dos sentimentos “contidos” da minha Irmã Helena. Mas, SOBREVIVI, embora todos os “Natais” fossem assim cinzentos e frustrantes.
Quando casei –e estou falando no meu 2º casamento com a Lurdes – consegui levar a cabo, aquilo que SEMPRE ambicionei. NATAL da Família e com a Família e a lembrançinha, mesmo com pouco valor material, mas como prova de entrosamento e de presença.
Pela primeira vez na minha vida, a árvore de NATAL começou a ser uma presença assídua em minha casa e, muitas vezes, já secundado pelas filhotas que, seguiam a par-e-passo, esse evento –para ELAS “já habitual”- de festividade, cor e alegria.
Veio depois o meu divórcio e, mesmo só, continuei a tentar manter essa estrutura e simbolismo.
O meu casamento atual trouxe-me até ao Brasil. E, sinceramente, apesar dos muitos esforços para manter aqui uma “estrutura Natalícia” idêntica -baseada na FAMÍLIA e no respeito mútuo- já é o 4º Natal que aqui passo e, sinceramente, de FAMÍLIA “NADA”, de AMÔR e AMIZADE “NADA” e, de VONTADE –aquilo que “move Montanhas”- AINDA MENOS.
Comer “miojo” (...uma massa “instantânea...) ou bacalhau não é o mais IMPORTANTE.
A “ausência” da Família é que é GRITANTE!
Mamãe: te AMO. Irmãzinha: te AMO. FELIZ NATAL para TODOS VOCÊS. Jesus, TE AMO.
E as “ações”...?!...
E o tal “espírito de Natal”?!...
Cá pra mim “derreteram” com o calor dos Trópicos.
Mas, acreditem, continua dentro de mim a tal “luzinha” do NATAL eterno.
Essa NÃO VAI APAGAR... NUNCA!
Já agora: BOM NATAL pra TODOS VOCÊS minhas/meus “seguidores”. TUDO de BOM e com a tal “luzinha” dentro de TODOS vocês.
Farei a minha parte, acreditem.
Abração.




Written and Posted by alone
Dated20dez10

Nenhum comentário :

Postar um comentário