Eu e SÓ EU...

Eu e SÓ EU...
Alone

Como EU sou...

Photo Effects by Wishafriend
Photo Effects By WishAFriend.com

Bom Dia, Boa Noite... "essas coisas"!

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "só isto"...?!... NÃO... essencialmente, é UM POVO...!!!

Provérbios

“Só um sentido de invenção e uma necessidade intensa de criar levam o homem a revoltar-se, a descobrir e a descobrir-se com lucidez”. (Pablo Picasso)

PORTRAIT




Não importa quantos passos você deu para trás, o importante é quantos passos, agora, você vai dar para frente.

Gedeão


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.Gedeão

A(o)s que me deixam MENOS alone...!!!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

SEM PAPAS NA LÍNGUA: «Portugal precisa de novos líderes»



José Poças Esteves considera que sociedade portuguesa tem de mudar e voltar-se para valores da poupança e trabalho







O director da Saer, José Poças Esteves, considerou esta quarta-feira que Portugal precisa de novos líderes, mas sublinhou que é preciso criar condições que permitam aos melhores portugueses assumir este papel.

«A razão que nos levou a isto e que nos vai levar a sair disto [crise] tem a ver com as lideranças, com as nossas elites dirigentes», disse o economista na apresentação do relatório trimestral da Sociedade de Avaliação e Risco (Saer).

Esta é uma das cinco acções que a sociedade considera estratégicas para Portugal sair da crise. «Este país vai ter de encontrar novos dirigentes, novos líderes, quer políticos, quer económicos, e, para isso, é preciso criar condições para que eles queiram ir para essa liderança», sublinhou Poças Esteves acrescentando que as actuais condições «não permitem que os melhores estejam na liderança».

Entre as medidas necessárias para «preparar o futuro» estão a contenção do défice orçamental e reformas estruturais que passam pela eliminação da burocracia e pela resolução dos problemas na justiça. Outra das acções passa por colocar a economia a crescer.

«Temos de encontrar os recursos e os activos estratégicos que nos permitam ter um crescimento na casa dos 3 a 4% que o país precisa de ter, o mais rapidamente possível, para resolvermos o problema do pagamento da dívida», afirmou o responsável.

Os «novos domínios» passam, por exemplo, pelo turismo náutico, aquacultura e outras actividades ligadas à economia do mar, florestas, energias e biotecnologias.

Outra medida tem a ver com os valores sociais: «a sociedade portuguesa tem de mudar os valores» e voltar-se para os valores da poupança e do trabalho.

«Numa fase como a que estamos, de negociação, ir tudo de férias, dar tolerância de ponto, parece que não temos problema nenhum», criticou.

O economista deixou, no entanto, uma nota de esperança: «Caímos depressa, mas levantamo-nos depressa».

O responsável considerou ainda que é necessário criar um conceito estratégico nacional que passe pela economia do mar e pela lusofonia.




Site: IOL





Posted by alone


Dated21apr2011

Um comentário :

  1. Boa noite, Rui!
    Muito obrigada por "este bocadinho"...
    Pena que,"cá dentro", nenhum dos "pensantes" esteja preocupado com o futuro dum Povo. Dá-se-lhe 4 dias e meio de "tradição", uns quantos jogos de futebol e o FMI que se "lixe"!...
    Arrepia estar vivo no meio de tanta inconsciência.
    Um abraço.

    ResponderExcluir